http://www.tukasampaio.com.br/p/blog-page.htmlhttp://www.tukasampaio.com.br/p/contato_26.htmlhttp://www.tukasampaio.com.br/p/anuncie.html


Eu vi na Vogue - Azul é o novo preto

2.4.13
Arquivado em:


Quem ama azul levante a mão!
Eu amo azul e fiquei mega feliz por essa cor ter tomado força nas produções de moda e ter sido considerada como o "novo preto". Azul é uma cor tão linda, versátil e veste muito bem. Antigamente confesso que não costumava usar a cor, mas agora uso, abuso e amo! Nesse outono-inverno o azul é o novo preto, e vai aparecer nas peças de roupa, nos acessórios e também nas maquiagens! Vou até fazer uns tutoriais com tons de azul para ninguém ficar de fora dessa. Quem apoia?

A história do azul no mundo da moda: Durante o período Bizantino de ocupação, a nobreza se distinguia por utilizar a cor roxa, que derivava de um pigmento especial e raro, que somente o alto poder tinha poder de aquisição. Os plebeus eram caracterizados pela cor azul, que era conseguido através do álcool expelido na uréia humana. 
No inicio do século XX a Europa vivia uma intensa transformação de valores e costumes, ninguém mais do que Paul Poiret soube enxergar o que esta nova época desejava em matéria de vestimenta. Com apenas 24 anos, Poiret abriu sua própria Maison. Inspirados pelos Balés Russo e pela atmosfera Oriental, realizou roupas que mudaram a silhueta feminina e a História da Moda. 
Poiret gostava de utilizar seda e cetim, finas musselinas, bem como tecidos tipo véu e tule. Além do mais, as suas criações eram um verdadeiro festival de cores: vermelho e cor de rosa brilhante, verde e amarelo, por vezes, alguns tons intensos de castanho, isto numa época em que as senhoras se costumavam vestirem tons discretos com a cor de malva, o cinzento e o azul

Os anos 80 e 90 constituíram-se num "revival" de várias épocas passadas: O Veludo Azul, de David Lynch (1986), utilizando-se de música homônima de Bobby Vinton para compor o título, tem evidentes ligações com a moda. A personagem principal, uma cantora de salão mantida prisioneira por um psicopata, usa modelos clássicos e glamourosos da década de 50, inclusive um tomara que caia em veludo azul, o qual confirma a tendência geral da época.
Agora, no século XXI estamos no "nada se cria, tudo se copia" e a moda é cíclica, uma vez que, estamos aqui novamente reavivando o azul do camponês, o de Poiret ou ainda o de Lynch, e ainda com veludo, meu benhê!!!



Agora vamos ao que interessa: os looks!


 A cor aparece tanto na calça fofa de poá, quanto na jaquetinha, com mistura de texturas. Com azul, tudo pode!
Nesse look o azul acompanha o vermelho e a onça. Dá para notar que virou, verdadeiramente, uma cor coringa, não é?
Azul com berinjela. Também funciona, não é?
Acho a combinação mais sofisticada o azul com o branco e o preto. Fica lindo e glamouroso de mais! Muito o look da riqueza!
Look all black com sobretudo azul. Quem não ama?
O azulzinho mega básico. Amei o modelo do vestido.
Saia étnica com tons de azul, blusa de chiffon azul e um blazer de couro (sintético, por favor) preto. Vai me dizer que você também não babou!
Mais uma vez o azul aparece com a onça! Eu amei tanto que vou correr para reproduzir. Aguardem!
E quem disse que azul não é clássico? Produção mais Bonequinha de Luxo impossível!
E com couro (ecológico, por favor) pode? Claaaro que sim, mulherada! Amei o despojado chique desse look!
Tão vendo? O azul tá com a corda toda, e essa história que é cor de camponês não está com nada! Dá para ser (muito) chique  e feliz com o azul, ok? E aí meninas, quem vai adotar um azul básico para correr do preto pão com ovo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Tuka Sampaio, 25 anos, capricorniana. Nascida e criada em Salvador (baianinha, oxente!), capricorniana, apaixonada por moda e maquiagem. Advogada que colocou o tailleur de lado para trabalhar com o blog e dividir um pouco do seu mundo com vocês.


youtube

facebook

news por e-mail

digite seu e-mail para receber todas as novidades:

#tukasampaio

arquivo do blog

translate